Artigo

É a palavra que se antepõe ao substantivo para determiná-lo, definindo ou identificando o ser nomeado por esse substantivo.

Classificação
  • Artigo definido: o, a, os, as (Ex.: A onça.)
  • Artigo indefinido: um, uma, uns, umas (Ex.: Uma onça.)
O artigo uma indica um representante de determinada espécie animal (onça) de forma vaga, indefinida, imprecisa. Já o artigo a faz referência a um ser determinado, ou seja, não se trata de uma onça qualquer.

Além dessas duas funções, indefinir ou definir, o artigo também serve para generalizar um substantivo.

Ex.: 
    • A onça é um animal furioso (espécie).
    • O ouro é precioso (metal).
O artigo pode ser usado:
  • imediatamente antes do substantivo a que se refere: a fera, uma caçada.
  • antes de outros termos que também se referem ao substantivo: as duas mãos.
Além de indicar o gênero e o número das palavras, o artigo serve para substantivar qualquer palavra ou expressão: o sim, um não-sei-quê.

Emprego do artigo
  • Uso geral
    • emprega-se geralmente o artigo definido quando o ser ou o objeto que se quer situar é conhecido ou já foi mencionado anteriormente.  Ex.:
      • Esse é o funcionário de que lhe falei. 
    • Por sua vez, emprega-se o artigo indefinido quando o ser ou o objeto de que se fala não é do conhecimento do falante nem do ouvinte. Ex.:
      • Ele disse que iria trazer um funcionário mais competente para o nosso setor. Observe a diferença em dizer "um funcionário" e "o funcionário".
Uso do artigo definido
  • Emprega-se o artigo definido:
    • antes de certos nomes de luar (países, estados, cidades...), além de regiões, continentes, montanhas, vulcões, lagos, oceanos e rios. Ex.:
      • a Inglaterra, o norte, os Andes, o Capibaribe
    • antes de nomes de pessoas, quando utilizados no plural. Ex.:
      • os Almeidas, os Fernandes, os Joões.
    • Observação: O emprego do artigo definido antes de nome de pessoa confere um certo tom de familiaridade ou afetividade à frase. Ex.:
      • De onde você desenterrou esse seu amigo? O Walter? Por quê?
    • Depois das palavras ambos ou ambas, quando essas funcionarem como modificadores de outro termo. Ex.:
      • Ambos os jogadores levaram o terceiro cartão amarelo.
    • Depois das palavras todas ou todos, quando essas vierem acompanhadas de numeral seguido de substantivo expresso. Ex.:
      • Todos os quatros alunos chegaram cedo.
    • Observação: Há casos em que a presença do artigo definido provoca alteração semântica no período. Ex.: 
        • Todo carro tem seus defeitos. (sem artigo = todos os carros, qualquer carro)
        • Todo o carro tem seus defeitos. (com artigo = este carro, único, inteiro)
  • Não se usa o artigo definido:
    • antes de substantivos usados indeterminadamente. Ex.: 
      • Faz anos que não vou a teatro. (= qualquer teatro)
      • Obedeço a leis que respeitam os direitos humanos. (= qualquer leis, desde que respeitem os direitos humanos)
    • Depois do pronome relativo cujo (e variações). Ex.: 
      • Este é o carro cuja porta está com defeito.
    • Antes de pronomes de tratamento. Ex.: 
      • Gostaria de falar com Sua Majestade. (e não, com a Sua Majestade)
      • Exceções: o senhor, a senhora, a senhorita, a dona.
    • antes de certos nomes de lugar e de meses, a não ser que venham seguidos de adjetivos ou locuções adjetivas. Ex.:
      • Vou viajar para Roma.
      • Vou viajar para a Roma dos Césares.
      • Outubro é o mês das crianças.            
Não se esqueça!
Vou a Roma (voltei de Roma - não admite artigo)
Vou à Bélgica. (voltei da Bélgica - admite artigo)

Casos não especificados
  • antes das palavras casa, terra e distância, quando não vierem acompanhadas de modificadores. Ex.:

    • Retomamos imediatamente a casa. (no sentido de lar, moradia - não especificada)
    • Os aventureiros chegaram a terra. (no sentido de chão firme, lugar não especificado)
    • A casa fica a 200 metros.
    • A casa fica a distância. (palavra distância não especificada)
Contração: artigo x preposição
  • Publicou o anúncio em O Globo. (e não, no Globo)
  • Observação: O artigo faz parte do nome, por isso não pode ser misturado, não tem contração.
Valor qualificativo
Ele não é um amigo, mas o amigo! (determinação específica, nível de importância) Ele é o cara!

0 comentários:

Postar um comentário